Placeholder
  • Thumbnails
214 like
Condições gerais de venda
Métodos de pagamento
Transferência bancária
( Condições particulares de venda (Consulte)
Carteira de Senhora - Ref ctc10
55,00€
Parceiro
Artecouro
Carteira de senhora bordada á mão com porta-moedas e com compartimentos para 10 cartões, com as seguintes medidas 17 cm por 11,5 cm   Cores disponíveis: cor natural, castanho,burel e pele
Quantidade
Comprar
Total
55,00€
Sem Portes Incluídos

O trabalho em couro, em guimarães , tem as suas origens na actividade do curtimento de peles. Essa actividade marcou indelevelmente a cidade.

Ainda hoje se podem recordar esses tempos, em pleno coração da cidade na zona de Couros, tendo o maior legado nas indústrias que ainda trabalham vestuário ou calçado.

A Artecouro vem por isso relançar essa tradição do saber fazer com qualidade e rigor, procurando assim chegar a novos mercados de forma a expandir as ideias e o trabalho do seu autor Jacinto Teixeira.

 

O Autor

Jacinto Teixeira com um percurso pessoal e profissional na actividade desde os seus treze anos, dedicado à humildade do seu trabalho, alicerçado na indústria de calçado, da antiga empresa  Joliva onde preencheu um vasto número de tarefas de forma a conhecer profundamente todas as fases de fabrico, iniciando em paralelo a confeção de vestuário e outros artigos em pele. Tendo frequentado vários cursos, nomeadamente de modelista de vestuário no Cenatex e de modelista de CAD no Centro Tecnológico de Felgueiras.

Procurando sempre as melhores matérias-primas para o seu trabalho de artesão, experimenta as variadas técnicas, procurando sempre evoluir na forma de moldar o couro de forma a aplicar o material em produtos alternativos, tendo sempre como base a tradição como inspiração.

Convidado para vários projectos no âmbito de Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012 onde se destaca o projecto «Editoria» tendo como objectivo a parceria criativa de designers com experiência de fabrico dos artesãos.

O resultado deste trabalho conjunto com o designer Gonçalo Campos originou o «Reverso» - Mala de viagem, onde o forro foi encarado como parte funcional  do objecto e não apenas um acabamento, isso permite o desenvolvimento de uma mala multiusos com capacidade de expandir o seu volume.

Participando em mais de 40 feiras de artesanato por ano, onde mostra os seus produtos em couro e cortiça sendo o primeiro em Portugal desenvolver um caso em cortiça, demonstrando assim a sua capacidade técnica e evolutiva.