page up
voltar ao topo
Notícias
Plano de Marketing Namorar Portugal apresentado
Maio 23, 2014

Foi hoje (22 de maio) apresentado no Município de Vila Verde, o Plano de Marketing estratégico da marca Namorar Portugal, estudo realizado pela Creative Zone. Das conclusões, sobressai a importância da marca enquanto alicerce da promoção do território, aquém e além-fronteiras, associando-se à componente do desenvolvimento turístico e económico do concelho. Esta sessão contou com as presenças atentas do presidente, Dr. António Vilela, e da vereadora da Cultura, Educação e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, do Município de Vila Verde, assim como o autor do complexo estudo do desenvolvimento turístico em Vila Verde, Dr. Luís Ferreira.

O Plano de Marketing de Namorar Portugal foi esta tarde apresentado por Dra. Sílvia Correia, CEO da Creative Zone, a empresa responsável por desenvolver este estudo, sugerindo a estratégia a implementar para colocar no mercado a marca e Vila Verde. Indissociável nesta estratégia foi a questão da promoção turística e económica do concelho.

Namorar Portugal funde Tradição e Ruralidade com Design e Modernidade, associando-se as ideias de emoção, romance, aventura, património e turismo.

Ser uma referência nacional de sucesso, no que respeita à promoção dos produtos e ícones locais – tendo como base os Lenços dos Namorados - como forma de potenciar a região a nível nacional e internacional como destino diferenciador, foi definida como a visão a seguir em relação á marca Namorar Portugal.

Assim, a missão de Namorar Portugal será promover a aliança entre a tradição e a modernidade do Património material e imaterial de Vila Verde, de modo a criar atrativos de índole turística para o território, assim como criar oportunidades de desenvolvimento da economia local ao nível das indústrias tradicionais e de novas indústrias assentes na criatividade e empreendedorismo.

Em termos objetivos pretende-se que Namorar Portugal promova o território de Vila Verde numa ótica turística; difunda a cultura e património histórico da região, desenvolvendo a economia local através das indústrias artesanais e criação de novas empresas; promova o saber-fazer dos artesãos; crie eventos icónicos; fomente a identidade do seu ícone de base, os Lenços dos Namorados; e internacionalize a marca, assumindo a abrangência e imaterialização do seu território.

O plano realçou ainda a notoriedade que a marca tem baseado no seu evento-génese, a gala Namorar Portugal, para dar continuidade à associação crescente ao concelho de Vila Verde.

O Plano sugere ainda a criação de um gestor de marca para servir de elo entre o Município de Vila Verde e o mercado, definindo o seu posicionamento como o de uma marca transversal relacionada com “Event Branding” (eventos) ou seja, ao assumir o AMOR como o  seu território de ação e de promoção, a marca pretende que o espaço mental do seu público seja ocupado pelas atividades e produtos que se relacionem com esse mesmo território. Pretende-se assumir-se como o “Love Event Brand” e como uma “Lovable Brand”.

Desta forma, o plano apresentado sugere que Namorar Portugal se assuma como uma marca abrangente, universal e imaterial, que não conhece fronteiras, credos nem religiões, geografias políticas e físicas e cujo veículo de promoção é o romance, tendo por epicentro: Vila Verde, cenário de amor pela sua ligação imediata aos Lenços dos Namorados.

Um dos objetivos deste plano seria traçar a estratégia de internacionalização na marca que, segundo o mesmo, deve acontecer através do evento, a gala Namorar Portugal, de iniciativas promocionais, e de parcerias com instituições e entidades, partindo das comunidades portuguesas no exterior (a chamada Diáspora) e da vantagem das geminações tidas com municípios franceses e alemães. O Plano evidencia ainda a sede de toda a operacionalidade e planificação estratégica das ações a desenvolver de futuro, o Centro de Dinamização Artesanal, realçando ainda que Namorar Portugal passará a ser promovido ao longo de todo o ano e não apenas durante ‘Fevereiro, Mês do Romance’, tornando “todos os meses do ano, Meses dos Romance”, como o reafirmou o presidente do Município, em concordância com as linhas orientadoras deste plano estratégico.

Em conclusão, os valores da Amizade e do Amor dotam a marca Namorar Portugal de uma legitimidade de afirmação na elaboração de ações contínuas durante todo ano, disseminando o “Romance”; a marca defende e transmite os interesses dos artesãos e de um saber-fazer centenário; demonstra servir de alavanca para novos negócios e de mote para abordagens criativas para novos produtos com base nos Lenços dos Namorados e nas Escritas de Amor.

“Namorar Portugal, uma marca com destino” e com futuro, segundo este plano de marketing estratégico, aprovado pelo Município de Vila Verde.

A apresentação finalizou com a sugestão de uma linha de merchandising, que tem por base as cores e os elementos icónicos identificados na logomarca, desde embalagens para packs de presentes, a postais, sacos de compras, passando pela área tecnológica, como pen drive USB...

Esta sessão de apresentação do Plano de Marketing estratégico para a marca Namorar Portugal é uma das mais relevantes ações integradas no projeto ‘Centro de Dinamização Artesanal - Aliança Artesanal’, aprovado pelo EEC Provere Minho IN, do Programa Operacional Regional do Norte (ON2), Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, com um investimento de 663.028,80 e comparticipado a 80 por cento.