page up
voltar ao topo
Notícias
Namorar Portugal. Ambiente campestre do Espaço Quelha Branca para a apresentação dos chutneys e bolachas biológicas!
Fevereiro 26, 2019

 

S. Pedro tem estado de bom humor e em pleno inverno, 25 de fevereiro, brindou-nos com um céu azul e um sol radioso a saber a primavera. Se o clima auspiciava uma manhã em cheio, a paisagem ajudou a elevar as expectativas. O aspeto rústico e sólido de um edifício em pedra capta a atenção à chegada. Mas depois divide-a com a imensa natureza circundante, em que predominam os tons de verde. E depois unem-se e complementam-se, criando uma paisagem campestre digna de um postal. Foi neste ambiente bucólico e idílico, a cheirar ao campo, que, ontem (25 de fevereiro), decorreu a apresentação de duas novas linhas de produtos Namorar Portugal da marca Quelha Branca. Arminda Costa, representante da empresa, deu a conhecer a linha de Chutney de Cebola com Vinho do Porto e a linha de Bolachas Salgadas Biológicas. A sessão teve lugar no Espaço Quelha Branca, em Caires, Amares.

 

A marca Quelha Branca continua a transformar os produtos do campo em deliciosas receitas dos mais diversos produtos alimentares e até bebidas. Compotas, bolachas, licores, chutneys, farripas… Este ano, volta a apostar em produtos biológicos, saudáveis e absolutamente deliciosos. “Este ano, apresentamos o Chutney Biológico de Cebola Roxa com Vinho do Porto, que dá para acompanhar vários tipos de pratos quentes ou com um acepipe, com pão ou queijo…”, referiu Arminda Costa, passando de seguida à apresentação da linha de bolachas. “São bolachas salgadas em forma de palito. Temos três variedades. Uma é de amêndoa e sésamo, outra de ervas aromáticas e alho e outra de ervas aromáticas e azeitonas. São todas feitas com farinhas isentas de glúten e sem açúcar”, revelou. No final, os presentes puderam provar e comprovar que é possível criar produtos doces e saborosos sem a adição de açúcar.

“As pessoas querem conhecer o nosso Minho, este lindo cantinho de céu”

Presente na sessão, a vereadora da Cultura do Município de Vila Verde enalteceu o “o cenário fantástico, num magnífico dia de sol” que trouxe brilho acrescido ao momento. Júlia Fernandes sublinhou que a marca territorial o Município de Vila Verde acolhe com muito gosto parceiros de várias partes do país que desejem a trabalhar os motivos dos Lenços, do amor, nas suas áreas de especialidade e que consigam satisfazer as exigências de qualidade da marca Namorar Portugal, “como é o caso da Quelha Branca”. A vereadora da Cultura congratulou ainda a empresa amarense que, além da qualidade dos produtos, se destaca também por ser muito fiel às suas raízes. Júlia Fernandes concluiu vincando que a união faz a força. “Os nossos territórios têm que ser vistos como territórios irmãos. Estamos aqui numa perspetiva de complementaridade. As pessoas querem conhecer o nosso Minho, este lindo cantinho de céu”, afirmou.

Marca Namorar Portugal “orgulha todo o Minho”

Por sua vez, o vice-presidente do Município de Amares que não escondeu a satisfação por ver uma empresa amarense singrar e promover os produtos locais. Isidro Araújo estendeu os agradecimentos ao Município de Vila Verde por ter acolhido Amares “na sua marca de referência”. “Achamos que estas parcerias são muito boas. O que é bom para Vila Verde é bom para Amares. Felizmente, temos relações excecionais com a Câmara Municipal de Vila Verde que nos permitem trabalhar assim. Deixo uma nota de satisfação por podermos trabalhar assim e por essa referência que é a marca Namorar Portugal, que não orgulha apenas Vila Verde, orgulha todo o Minho”, vincou Isidro Araújo.