page up
voltar ao topo
Notícias
Namorar Portugal inaugurou o ‘Cantinho das Noivas’ e Verónica Teixeira apresentou a linha ‘eNamoras Para Sempre – 2017’
Março 05, 2017

A programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’, do Município de Vila Verde, vai encerrar como começou, com um fim de semana intenso e emotivo, enriquecido por inúmeras iniciativas dedicadas a esse sentimento mágico que ‘se rege por razões que a própria razão desconhece’. Ontem, 04 de março, o Centro de Dinamização Artesanal - Aliança Artesanal, em Vila Verde recebeu a inauguração do ‘Cantinho das Noivas’. Um espaço inspirado nos motivos dos Lenços de Namorados, onde os promotores Namorar Portugal vão ajudar os noivos a preparem um dia de casamento ainda mais especial e ternurento. Do bolo aos convites, passando pelo vestido, sapatos, álbuns, maquilhagem, cabeleireiro, acessórios nupciais e até fotografia, está tudo preparado para proporcionar aos noivos uma experiência única e inesquecível.

Em simultâneo, a parceira Namorar Portugal Verónica Teixeira apresentou a sua nova linha de produtos ‘eNamoras para Sempre – Edição 2017’. Os bouquets são as estrelas mais cintilantes de uma vasta constelação de produtos, que inclui ainda convites, menus, suportes de arroz e lembranças. Tudo inspirado nos motivos dos Lenços de Namorados, um tema “muito procurado pelas noivas”, referiu Verónica Teixeira, que criou três novos bouquets para a edição deste ano. O ‘Mil Ânsias’, mais delicado e simples, inspirado num Lenço de Namorados muito antigo que (atipicamente) era totalmente branco. O segundo modelo, ‘Desejada União’, deriva do primeiro mas foi elaborado em tons de rosa. Por fim, o terceiro bouquet é composto por dezenas de ‘Bem me queres’ e assume-se como uma homenagem a todos os que “trabalham todos os dias com paixão para fazer crescer esta marca”. Todos os bouquets incluem o coração e a chave, dois ícones dos Lenços de Namorados, que simbolizam o amor através da entrega ‘do coração e da chave pró abrir’ ao seu amado.

Entre um momento de música ao vivo e o desfile de dois modelos/noivos, aprumados com o vestido do Atelier Vestidos de Sonho e o fato da Foto Felicidade, não faltaram motivos de interesse num evento que marca de forma simbólica o encerramento do ‘Fevereiro, Mês do Romance’. Uma programação que, ao longo de 38 dias consecutivos, se desdobrou perto de uma centena de iniciativas inspiradas nas escritas de amor da tradição minhota, como lembrou a vereadora da Cultura do Município de Vila Verde. “Assistimos a inúmeras apresentações de novas linhas de produtos e os parceiros estão de parabéns pela grande dinâmica que demonstraram ao longo do mês e pelo imenso trabalho que desenvolvem durante todo o ano. Também tivemos o privilégio de presenciar vários eventos culturais e diversas formas de expressão artística. Tudo isto graças ao envolvimento das instituições, associações, empresas e pessoas que nos acompanharam”, afirmou Júlia Fernandes.

A vereadora da Cultura deixou também uma palavra especial para o recém-inaugurado ‘Cantinho das Noivas’. “É uma edição especial que vai ajudar as noivas a prepararem o dia mais especial das suas vidas. Existem na marca vários parceiros a trabalhar a indústria do casamento e é uma forma de encerrarmos esta programação com chave de ouro. Amanhã [05 de março], haverá atendimento personalizado às noivas, com profissionais de diferentes áreas. Para os noivos, a sugestão é que nos contem a sua história do pedido de casamento, porque vamos premiar o pedido mais original com um Lenço de Namorados”, disse Júlia Fernandes.

Por sua vez, o presidente do Município de Vila Verde não escondeu a enorme satisfação pelo sucesso da edição de 2017 do Mês do Romance e fez um balanço “extremamente positivo” da programação. António Vilela prosseguiu revelando que no próximo ano, em que se comemora o 30º aniversário da Cooperativa Aliança Artesanal, será inaugurado um monumento de homenagem a todos os que escreveram o seu nome na história da cultura e da tradição minhota. Uma escultura que pretende consagrar, tanto os criadores dos Lenços de Namorados, como todas as pessoas que se envolveram na preservação e promoção deste ícone cultural vilaverdense. O edil congratulou de forma especial as bordadeiras e todas as pessoas que estiveram envolvidas no projeto da Aliança Artesanal, que está na génese do imenso sucesso que a marca Namorar Portugal tem experienciado.

António Vilela vincou a importância desta estratégia de valorização da cultura local, que hoje “leva o nome e a cultura de Vila Verde e Portugal aos quatro cantos do mundo, ajudando a promover o desenvolvimento”. “Este ano, a marca recebeu dez novos parceiros. No total conta com 60 promotores, que estão cada vez mais empenhados e confiantes numa marca que continua a dinamizar a economia com base num ícone da cultura e da tradição. Ao longo desta programação, todos os parceiros que apresentaram produtos falaram em crescimento das vendas e muitos revelaram que, de um ano para o outro, duplicaram o seu volume de negócios associados à marca Namorar Portugal”, vincou o presidente do Município de Vila Verde, acrescentando que “são produtos com valor acrescentado, muitos dos quais únicos e totalmente personalizáveis”.