page up
voltar ao topo
Notícias
Aliança Artesanal: Os bordados da tradição minhota abrilhantam um leque diversificado de produtos
Março 01, 2017

A programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’ já entrou na reta final, mas mantém o fulgor do arranque, com inúmeras iniciativas inspiradas nos motivos dos Lenços de Namorados. Hoje, 01 de março, as protagonistas foram as bordadeiras da Cooperativa Aliança Artesanal, que há mais de duas décadas se dedicam à bela e delicada forma de arte de reproduzir e recriar os encantadores bordados da tradição minhota. A sessão decorreu no Espaço Namorar Portugal, em Vila Verde, onde foi apresentado ao público um leque diversificado de artigos (vestuário e acessórios para bebé, chapéus, gorros, emblemas para estudantes…) abrilhantados pelas cores, desenhos e dizeres da genuína tradição do Minho. Os produtos apresentados pretendem apenas exemplificar o amplo trabalho desenvolvido pela Cooperativa Aliança Artesanal, que demonstra total disponibilidade para personalizar e acrescentar o bordado à mão em qualquer artigo.

A abertura da iniciativa ficou a cargo da vereadora da Cultura do Município de Vila Verde, Júlia Fernandes, que não poupou elogios ao empenho e talento destas artesãs e artesãos. “A Cooperativa Aliança Artesanal está prestes a festejar uma data redonda, já que celebra no próximo ano o 30º aniversário. Esta iniciativa também visa homenagear e reconhecer o trabalho desenvolvido ao longo de todos estes anos. Sem Aliança Artesanal não haveria Namorar Portugal, nem esta estratégia de dinamização económico-cultural e de divulgação e valorização do território. Foi pelas mãos das bordadeiras, com o apoio de várias pessoas, que foi possível perpetuar a tradição. Foi em muito boa hora que arrancou a recolha de Lenços de Namorados”, afirmou Júlia Fernandes, destacando Conceição Pinheiro, Maria do Céu Cunha, Alice Pinheiro e Maria do Carmo Rocha, pelo enorme contributo neste processo. Um esforço frutífero que nos permite hoje termos “as escritas de amor espalhadas pelo país e pelos quatro cantos do mundo”.

Embelezar os produtos com os motivos dos Lenços de Namorados

A nova linha de produtos foi apresentada ao público pela bordadeira Cristina Lopes. A grande novidade deste ano é a linha para bebé, com vestuário e acessórios a pensar no público mais jovem. “Resolvemos pensar nos mais pequeninos porque a maioria dos produtos Namorar Portugal são vocacionados para adultos e também para responder às solicitações. Tínhamos muitos pedidos nesta área”, afirmou. À nova coleção somam-se ainda os chapéus (homem e senhora), os emblemas para as capas dos estudantes, as almofadas para alianças de casamento e as ‘pregadeiras’ que podem ser adaptadas a diferentes peças de roupa. No entanto, convém recordar que as bordadeiras da Cooperativa Aliança Artesanal aplicam bordados à mão nos mais variados produtos de diversas empresas e clientes a título individual, além de garantirem os bordados para inúmeros parceiros da grande família Namorar Portugal.

Escultura para homenagear a raiz da tradição minhota

O presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, marcou presença nesta homenagem sentida às bordadeiras, que “são autênticas artistas do bordado e têm demonstrado grande criatividade”. “Desenvolveram um trabalho exemplar de preservação e promoção dos Lenços de Namorados ao longo dos quase 30 anos de existência da Cooperativa Aliança Artesanal. Tudo o que a marca Namorar Portugal consegue conquistar hoje, também se deve ao empenho e saber das pessoas na criação e reprodução dos Lenços de Namorados”, frisou o edil, acrescentando que as bordadeiras “são embaixadoras de Vila Verde no país e no estrangeiro”. António Vilela prosseguiu revelando que está em preparação uma escultura, que será colocada num local público como homenagem e reconhecimento para todos os que trabalharam os motivos dos Lenços de Namorados, desde a sua origem até aos dias de hoje.