page up
voltar ao topo
Notícias
Workshops, apresentação na nova linha da Quelha Branca e Concerto de Gala em mais um sábado de Romance
Fevereiro 19, 2017

A programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’ continua a preencher a agenda cultural do concelho e da região com um leque diversificado e atrativo de iniciativas. O dia de ontem, 18 de fevereiro, não foi exceção e a tarde começou com um interessante ‘Workshop de Bordado’ conduzido pelas mãos experientes das profissionais da Cooperativa Aliança Artesanal, na Quinta do Vale do Homem, em Amares. Uma hora mais tarde, por volta das 16h00, o Espaço Namorar Portugal, em Vila Verde, recebeu a apresentação da nova linha de produtos da Quelha Branca, com compotas, licores, pastas de azeitona e chutneys, a que se seguiu um workshop de compotas. Para o serão estava guardado um dos momentos mais aguardados do Mês do Romance, o Concerto de Gala da Academia de Música de Vila Verde, com a participação do cantor Miguel Oliveira, dos solistas Liliana Nogueira, Raquel Fernandes, Sílvia Pinto e João Gonçalves e do coro da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde, sob a batuta do maestro Idílio Nunes.

 

As experientes bordadeiras da Cooperativa Aliança Artesanal continuam a engrandecer a tradição minhota ao perpetuarem a bela e delicada forma de arte do bordado dos Lenços de Namorados. Ontem, estiveram na Quinta Vale do Homem, em Amares, para partilhar com o público as técnicas e pontos utlizados para dar vida às escritas de amor da tradição minhota, conduzindo um 'Workshop de Bordado' extremamente interessante. A vereadora da Cultura do Município de Vila Verde, Júlia Fernandes, sublinhou a importância do trabalho desenvolvido pela Cooperativa Aliança Artesanal ao longo dos últimos 30 anos, que permitiram preservar, divulgar e reinventar este ícone da cultura nacional. Júlia Fernandes recordou a história dos Lenços, bordados e oferecidos pelas raparigas ‘em idade casadoira’ aos seus amados em cerimónias públicas, que saberiam se o seu amor foi ou não correspondido conforme o pretendido usasse ou não o Lenço oferecido. Uma tradição que ganhou raízes e que hoje é a “fonte de inspiração de 60 parceiros, com mais de dois mil produtos no mercado nacional e em vários mercados internacionais, que transportam a nossa tradição e a nossa identidade para a vida contemporânea”.

Muitas novidades na nova linha da Quelha Branca

A meio da tarde, pelas 16h00, o Espaço Namorar Portugal recebia a empresa amarense Quelha Branca, que tem deliciado o público com as propostas de compotas e licores Namorar Portugal. Este ano continuou a inovar e apresentou várias novidades de deixar água na boca. “Este ano apresentamos uma gama de salgados Namorar Portugal. Temos os chutneys que são agridoces, feitos com vinagre e açúcar, e neste momento estamos a apostar nos legumes apesar de também fazermos com fruta. Também temos três variedades de pasta de azeitona, com ervas aromáticas, piri-piri ou laranja”, referiu Arminda Costa. A responsável pela Quelha Branca apresentou ainda os novos licores e as compotas de amora e tangerina, antes de revelar que a empresa vai avançar em breve para a certificação biológica da maioria dos produtos. De seguida, Arminda Costa conduziu um interessante e apetitoso workshop de compotas, partilhando com o público alguns dos segredos de confeção dos deliciosos produtos da empresa.

Projeção nacional e internacional

Presente na sessão, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, não disfarçou o regozijo pelo facto de a Quelha Branca ter duplicado a sua produção durante o ano de 2016. “É com grande satisfação que recebemos esta informação, ficamos contentes pelo facto de a marca Namorar Portugal estar a ajudar a desenvolver o vosso negócio e o inverso também sucede, porque a Quelha Branca também é uma mais-valia para a marca territorial. Ao longo do Mês do Romance temos ouvido vários produtores revelarem que tiveram um aumento exponencial de vendas, o que prova que estamos perante uma marca de grande sucesso a nível nacional, que começa também a ter uma grande implantação internacional”, afirmou o edil.

Uma noite inesquecível no Concerto de Gala Namorar Portugal

 

Ao serão, um evento inesquecível em que Vila Verde respirou arte, glamour e cultura no Concerto de Gala ‘Namorar Portugal’. A elegância dos convidados rivalizou apenas com o requinte da decoração e a excelência das gastronomia, predicados que ajudaram a compor uma noite memorável na Quinta de Gondramaz, em Moure. No entanto, o momento alto da noite seria, naturalmente, a magnífica performance protagonizada pela Orquestra da Academia de Música de Vila Verde, com a participação do cantor Miguel Oliveira, dos solistas Liliana Nogueira, Raquel Fernandes, Sílvia Pinto e João Gonçalves e do coro da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde, sob a batuta do maestro Idílio Nunes. De Puccini a Verdi, passando pelos Beatles, Queen e Rui Veloso (entre outros), a organização apresentou um reportório variado e um espetáculo de grande qualidade.