page up
voltar ao topo
Notícias
Namorar Portugal apresentou as deliciosas bolachinhas artesanais e o encantador artesanato “Amor da Joana 2017”
Fevereiro 04, 2017

A marca Namorar Portugal continua a incitar indivíduos e empresas das mais variadas áreas a criarem novos produtos inspirados nos motivos dos Lenços de Namorados, uma dinâmica que garante a preservação e valorização da cultura minhota e, em simultâneo, representa em estímulo na economia e uma alavanca de desenvolvimento e criação de riqueza. Hoje, 04 de fevereiro, a agenda foi bem recheada, com a manhã a começar bem doce. A Bolachinha Stress Off apresentou-nos este ano uma linha ‘de ter por casa’, vocacionada para o grande público e para o consumo do quotidiano. Logo de seguida, a marca partilhou com os mis novos a arte de confecionar as ternurentas e deliciosas bolachas artesanais decoradas com os motivos dos Lenços de Namorados. Ao início da tarde, foi tempo de a jovem e talentosa artesã vilaverdense, Joana Fernandes, voltar a encantar a plateia com a nova linha de produtos em cortiça ‘Amor da Joana 2017’.

 

O dia nasceu chuvoso, mas o céu cinzento não demoveu a vontade de algumas dezenas de pessoas, que se deslocaram ao Espaço Namorar Portugal, em Vila Verde, para assistir ao lançamento da nova linha de bolachas artesanais da Bolachinha. “Gostaria de começar por agradecer a oportunidade de estarmos aqui pelo segundo ano consecutivo, é gratificante perceber que merecemos essa confiança, que acaba também por exigir uma certa responsabilidade, porque a marca Namorar Portugal já é muito conhecida no país e além-fronteiras. Estamos cá com muita responsabilidade e muito empenho”, referiu a D. Gracinda, uma das responsáveis pela marca, acrescentando que a linha deste ano é mais vocacionada para o consumo diário, embora continua a afirmar-se como um presente diferenciado, que alia o sabor irresistível à ternura e afeto dos motivos dos Lenços de Namorados.

Bolachas artesanais para consumir no quotidiano

Depois, coube a Adão Gomes apresentar as bolachas propriamente ditas. “Temos diferentes formatos, mas o coração é a maior aposta por causa do tema. No entanto, também temos bolachas em forma de quadrado e estrela, porque são os três formatos que têm obtido maior procura. Este ano também temos uns pequenos corações que encaixam nas chávenas, pensados para acompanhar o café”, afirmou o parceiro Namorar Portugal. Adão Gomes referiu ainda que a sua forma deslumbrante faz com que muitas pessoas se questionem se estes produtos são mesmo para comer, mas não deixa qualquer dúvida: “São para comer e são deliciosas”. “Esta linha está mais virada para o consumo do dia-a-dia e esperamos continuar a aumentar o volume de vendas” concluiu.

Uma brincadeira que se transformou num enorme projeto ligado ao artesanato

Durante a tarde, foi a vez de a jovem e talentosa artesã vilaverdense, Joana Fernandes, deslumbrar a plateia com os seus encantadores trabalhos inspirados nos motivos dos Lenços de Namorados. Abertura da sessão coube ao pai, Arménio Fernandes, que recordou com nostalgia um projeto que começou “quase por brincadeira, com uma menina muito nova e ninguém imaginava que hoje ia ter estas dimensões”, mas que continuou a crescer “com o apoio dos pais, da Junta de Freguesia de Cabanelas e da Câmara Municipal de Vila Verde e hoje temos aqui esta bonita festa, que é uma festa da Joana e de toda a família e amigos”. Joana Fernandes é de poucas falas mas de muito trabalho e criatividade e coube à artista apresentar a nova linha ‘Amor da Joana 2017’ em que utiliza derivados de cortiça e madeira na confeção dos mais variados produtos inspirados nos motivos dos Lenços de Namorados.

Presente na sessão, o presidente da Junta de Freguesia de Cabanelas, António Esquível, não escondeu a “honra e orgulho” pelo sucesso de uma jovem de tenra idade que tem colhido elogios e galardões um pouco por todo o país. António Esquível mostrou também o seu agrado pelo facto de Cabanelas se afirmar de forma cada vez mais contundente como um território de artistas, que valoriza e dinamiza a cultura, concluindo com “uma palavra de apreço à Câmara que sempre apoiou um projeto que agora origina riqueza e postos de trabalho. Hoje, podemos encontra produtos Namorar Portugal em qualquer ponto do país e muitas vezes fora de portas”.

Artesanato da Joana e Bolachinha Artesanal “engrandecem o projeto Namorar Portugal”

Por sua vez, a vereadora da Cultura do Município de Vila Verde, Júlia Fernandes, sublinhou que a mais jovem artesão do projeto Namorar Portugal se tem revelado “uma fantástica embaixatriz da marca, que corre o país de Norte a Sul, estamos muito orgulhosos pela determinação com que encara este projeto”. Júlia Fernandes prosseguiu vincando que todos os bordados são elaborados à mão pelas bordadeiras da Cooperativa Aliança Artesanal e que “é um orgulho ver a menina crescer e realizar os seus sonhos”. A vereadora da Cultura lembrou ainda que no final do mês teremos 60 empresas associadas à marca territorial Namorar Portugal, que “levam o nome de Vila Verde pelo país e pelo mundo, transmitindo carinho e afeto, sentimentos cada vez mais importantes nas nossas sociedades”.

 

O presidente do Município de Vila Verde, António Vilela também marcou presença em ambas as sessões e não poupou elogios ao trabalho desenvolvido pelos parceiros. “Estamos muito satisfeitos por termos estas marcas connosco, que vêm dar dimensão e engrandecer o projeto Namorar Portugal, com produtos de grande qualidade. São projetos com capacidade de alargar horizontes e conquistarem novos mercados. Agradeço o entusiasmo com que abraçaram o projeto e desenvolvem as suas ideias”, afirmou o edil, acrescentando que “o concelho de Vila Verde tem muitas pessoas que colocam os seus talentos ao serviço da cultura e da economia e que, não raras vezes, utilizam os produtos locais da agricultura e as artes tradicionais”. “Ainda estamos no dia 04 de fevereiro e já foram apresentadas 14 novas linhas de produtos, o que mostra bem a vitalidade da marca Namorar Portugal e dos parceiros”, concluiu.