page up
voltar ao topo
Notícias
A programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’ arrancou na capital do Minho
Janeiro 27, 2017

A marca Namorar Portugal já conquistou o coração da capital do Minho, que voltou este ano a ser palco do pontapé de saída da intensa e emotiva programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’, com mais de 80 iniciativas que prometem colocar a região do Minho nas bocas do globo. A sessão de abertura decorreu ao início da tarde de hoje, 27 de janeiro, na Loja Interativa de Turismo de Braga (espaço onde, em 2016, passaram 300 mil pessoas) com a apresentação de três novos produtos e de uma exposição Namorar Portugal, que estará aberta ao público até ao dia 17 de fevereiro. Houve ainda tempo para um excelente momento musical protagonizado por alunas da Academia de Música de Vila Verde e para uma sessão de degustação dos deliciosos produtos agro alimentares Namorar Portugal.

 

Luizes Ourivesaria, Elisabete Dias e Luza apresentaram novos produtos

A Luizes Ourivesaria voltou este ano a encantar o público com uma nova linha inspirada nos motivos dos Lenços de Namorados, que une a magia das mensagens da tradução minhota à arte da ourivesaria. “Os novos produtos, que apresentamos este ano, são os anéis e brincos com gravação inspirada nos motivos dos Lenços de Namorados e o pendente em filigrana com um azulejo decorado com os motivos dos Lenços”, afirmou Luiz Macedo, acrescentando ainda que todos os produtos apresentados são fabricados de forma artesanal. De seguida, Elisabete Dias apresentou um nova linha das famosas ‘Joias em Estanho’, que voltou a deslumbrar a plateia e a tocar nos corações dos bracarenses. “Esta linha é composta por peças feitas em folha de estanho, de forma totalmente manual, e pintadas com uma tinta apropriada. Foram escolhidos os ícones dos Lenços, como o coração e a chave, para a criação de um leque alargado de produtos, como pulseiras, brincos e colares de vários tamanhos”, afirmou a produtora, Elisabete Dias.

A empresa vimaranense Luza regressou este ano às andanças do Mês do Romance e mostra uma enorme satisfação por fazer parte da grande família Namorar Portugal. “Parabéns à Câmara Municipal de Vila Verde pelo excelente trabalho desenvolvido, que incita os parceiros a trabalharem este tema tão belo”, referiu Marco António, passando depois à apresentação da nova linha de produtos. “É uma pequena coleção, de sete peças, de uma jóia de alta bijuteria com banho em ouro rosa e amarelo e em prata. Estes produtoss vão ao encontro do que nos pedem os mercados, são os consumidores a pedir este tipo de produto”, referiu. A empresa acabou também de lançar um concurso destinado a jovens designers, que deverão criar trabalhos inspirados no tema ‘Lenços de Namorados: Escritas de Amor’.

Mês do Romance traz “grande retorno para Vila Verde e para toda região”

O representante do Município de Braga, António Barroso, não poupou elogios à impressionante dinâmica económica e cultural impulsionada pelo Municípo de Vila Verde, que traz retorno para toda a região. “O Município de Vila Verde soube, e bem, criar este movimento que marca a agenda cultural durante o mês de Fevereiro, com momentos e eventos diferenciadores que representam um excelente trabalho no combate à sazonalidade no turismo. Este investimento do Município de Vila Verde e dos seus parceiros traz um grande retorno para Vila Verde e para toda a região, com inúmeros benefícios para os concelhos vizinho”, afirmou, acrescentando que “Braga recebe muitos benefícios da dinâmica implementada durante o Mês do Romance. Aliás, ainda recentemente estive em Madrid e fui questionado por muitas pessoas que queriam saber mais sobre os Lenços e sobre a marca Namorar Portugal”.

Uma dinâmica impressionante de valorização e promoção do território

 

O encerramento da sessão ficou a cargo do presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, que explicou o arranque simbólico na cidade doos Arcebispos. “É a cidade mais emblemática do nosso território, que nos ajuda a abrir portas e alargar horizontes. Braga é um parceiro exemplar no processo de valorização da nossa região como um todo”, frisou o edil, acrescentando que é uma enorme satisfação constatar que surgem novos parceiros e que os promotores ‘repetentes’ regressam todos os anos com novas propostas. “Um trabalho de grande criatividade que resulta em largas centenas de produtos que abrangem as áreas mais diversificadas, da alimentação ao lar, da moda à arte, entre muitos outros, é uma dinâmica impressionante”, disse António Vilela, sublinhando ainda que os produtos e evento relacionados com a marca territorial Namorar Portugal “valorizam o território e mobilizam pessoas”. “O território do Minho valoriza a sua história e faz dela uma âncora de desenvolvimento para o futuro”, rematou.