page up
voltar ao topo
Notícias
A artesã Camila Silva apresentou hoje ‘A Pomba e o Coração de Vila Verde’
Fevereiro 25, 2016

A sobejamente conhecida artesã Camila Silva, uma autêntica embaixadora dos Lenços de Namorados, encontrou em dois dos mais famosos ícones da tradição minhota, o coração e a pomba, uma forma de reinventar e reinterpretar os belos motivos da tradição minhota. A linha de produtos “A Pomba e o Coração de Vila Verde”, apresentados hoje (25 fevereiro) de manhã, na Loja Mi-Linha, na Loureira (Vila Verde), trouxe até ao grande público um leque variado de artigos adornados com os bordados de pombas e os corações, que se assumem coo veículos privilegiados de transmissão de sentimentos e afetos e que vão dar ao seu lar um encanto redobrado.

 

A apresentação da sessão ficou a cargo da vereadora da Cultura, Júlia Fernandes, que felicitou uma parceira de longa data, que todos os anos surpreende o público com coleções inovadoras que têm conquistado adeptos de Norte a Sul do país e também no estrangeiro. “Como sabem esta marca Namorar Portugal é uma marca registada pelo município de Vila Verde desde 2009 e tem ao longo destes anos conseguido angariar muitos parceiros. No final deste mês seremos cinquenta, já é uma grande família”, afirmou, passando de seguida a palavra à anfitriã do evento.

“Os produtos têm quadras e dedicatórias originais”

Camila Silva começou por notar a extraordinária beleza destes dois elementos e resolveu lançar uma deslumbrante linha de produtos inspirados na pomba e no coração. “Às vezes achamos que está tudo feito, mas, quando menos se espera surge uma nova ideia, como foi o caso. Pensei juntar as pombinhas e os corações, peguei no lápis e fiz uns esboços, a ideia foi evoluindo e amadurecendo e surgiu esta linha. Os produtos têm quadras e dedicatórias originais, que falam sobre o coração de Vila Verde”, afirmou, revelando ainda que optou desta vez por elaborar trabalhos em cortiça, “uma material nobre, adoro estas pombinhas, estas miniaturas que parecem estar prontas a voar”.

Legado cultural assume-se como âncora de desenvolvimento

Por sua vez, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, felicitou uma parceira de longa data por continuar, ano após ano, a surpreender o público pela positiva e a apresentar propostas inovadoras inspiradas nos motivos dos Lenços de Namorados. “Felicito uma das primeiras criadoras de produtos com os motivos dos Lenços, que cedo percebeu que iriam conquistara o coração de muita gente, como acabou por acontecer. Parabéns pela persistência, inovação, criatividade e talento. Temos aqui uma salvaguarda do nosso património, utilizamos o legado cultural que herdámos dos nossos antepassados como âncora para desenvolver o nosso território”, referiu.

“Vamos criar estruturas ainda mais profissionais”

O edil agradeceu à artesã por “colocar o seu talento e criatividade ao serviço dos Lenços de Namorados e da marca Namorar Portugal”, uma marca que tem crescido a olhos visto e que pretende continuar a evoluir. “Vamos criar estruturas ainda mais profissionais para ajudar a comercializar os produtos de uma marca que já se impos no mercado com uma diversidade de produtos que cresce de dia para dia. São de lamentar certas posições que têm apenas o objetivo de destruir uma marca e grande sucesso, mas podemos garantir que continuaremos a fazer crescer a marca Namorar Portugal e a valorizar os motivos dos Lenços de Namorados. Vamos conquistar novos parceiros e mercados, vamos continuar a valorizar as nossas empresas nos mercados nacionais e internacionais”, vincou.