page up
voltar ao topo
Notícias
Trabalho de ‘alta costura’ em sombrinhas com motivos dos Lenços de Namorados
Fevereiro 17, 2015

O momento mais esperado aconteceu: Marta Chambel lança uma coleção de sombrinhas bordadas à mão e guarda-chuvas estampados com motivos dos Lenços de Namorados. Este promete ser um objeto de culto, quer chova, quer esteja sol. Mais um produto de excecional qualidade made in Namorar Portugal.

Foi ao final desta manhã de Carnaval (17 fevereiro) que o espaço Namorar Portugal recebeu a apresentação de uma das coleções mais aguardadas desde a segunda edição do concurso de acessórios de moda, quando Marta Chambel ficou em segundo lugar com uma deslumbrante sombrinha totalmente bordada à mão.

Marta Chambel lançou as suas sombrinhas, todas distintas, bordadas à mão, trabalhos que resultam exclusivamente de encomendas feitas à artesã “nos tempos livres”, como afirma a própria. De profissão, Marta é professora de Educação Visual e Tecnológica no segundo ciclo, mas o artesanato e os eventos ocupam-lhe cada vez mais a agenda, ela que ainda é mãe de dois filhos.

“Cada sombrinha é um trabalho delicado e exaustivo, mas no final é um espetáculo ver o resultado”, refere Marta, que diz nunca levar “menos de 25 a 30 horas a fazer cada uma”. Talvez por isso, muitos achem pouco o valor de195 a 295 euros cada sombrinha, cujo resultado final é um deslumbre para os olhos. O apresentador e humorista Hérman José classificou-a de “peça de alta-costura”, num dos programas de televisão onde um destes artigos esteve presente.

A par das sombrinhas, Marta lança também guarda-chuvas estampados, com desenhos feitos pelo marido, que são réplicas dos bordados, numa parceria com outra empresa do concelho, a Jossóis, sedeada no Parque Industrial de Soutelo. “O preço promocional, até ao final deste Mês do Romance, é de 35 euros”, frisou Marta, “depois sobre para os 42 euros e meio”.

O ‘desejo’ do público reacendeu-se quando, durante o Mês do Romance do ano passado, o objeto premiado foi colocado em exposição e despertou um fenómeno viral de partilhas nas redes sociais e inúmeros pedidos de preços, encomendas e criações. Logo depois, Marta Chambel aceitou uma encomenda especial de uma noiva, que usou a sombrinha no seu casamento e a peça foi um verdadeiro sucesso. Desde então foi ‘impossível’ negar o público e lançou esta coleção.

O presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, classificou este de “excelente produto, como todos os que já foram lançados”, sublinhando o seu carisma: “já fez as delícias, pelas televisões, de muitas gentes pelo mundo fora, já que esteve em muitas transmissões em programas, e sempre na linha da frente”. António Vilela salientou “a parceria com uma empresa local, mostrando que está-se a trabalhar em rede, dando visibilidade a inúmeras empresas”.

O presidente da Câmara expressou o seu desejo de ver a marca voar alto e alcançar um estatuto de referência: “a expetativa é que os produtos Namorar Portugal se afirmem em Portugal e no estrangeiro pela sua qualidade, que tem por base um domínio cultural e por serem feitos com muito Amor”.

Júlia Fernandes, vereadora da cultura, educação e ação social do Município de Vila Verde, mostrou-se particularmente encantada dizendo que “as sombrinhas são um produto de luxo” e “é fantástico ver as sinergias que se juntam no concelho, em termos empresariais, para gerar produtos Namorar Portugal”.

Amanhã, 18 de fevereiro, é dia de uma estreia na família Namorar Portugal: Juliana Gomes, jovem artesã, vai apresentar uma coleção de Caixas do Amor, inseridas na Linha Namorar Portugal, algumas delas dedicadas a guardar lembranças de momentos marcantes da infância.


Vila Verde, Onde o Amor Acontece

 

Flávia Peixoto | FPXTCOM
Fevereiro 17, 2015