page up
voltar ao topo
Notícias
Teciborda apresenta caixas de pedido de Casamento para Namorar Portugal
Fevereiro 13, 2015

Teciborda lança Caixas para guardar as melhores memórias do Casamento, desde o pedido, ao convite, passando pelas lembranças, uma coleção da artesã Céu Cunha que entra na ‘família’ Namorar Portugal.

A apresentação deste novo parceiro da marca Namorar Portugal aconteceu esta manhã (13 fevereiro) no espaço Namorar Portugal, no futuro Centro de Dinamização Artesanal. A artesã e empresária Céu Cunha, que possui uma das mais conhecidas lojas de artesanato no centro de Vila Verde, surpreendeu com um conjunto de caixas para um dos momentos mais impactantes da vida de um casal: a do seu casamento.

Com propostas de caixas com o anel de pedido de casamento, a caixas para convites e caixas para lembranças, esta coleção revela a delicadeza e bom gosto do trabalho da artesã, que já borda há 30 anos!

“Há uma ano que eu vinha pensando como poderia integrar a marca Namorar Portugal com um produto Teciborda e o pensamento foi dirigido para aí. Até que falei com a Dra. Júlia e disse que ía apresentar caixas para pedidos de casamento”, começou por contar Céu Cunha. “Só que ainda não tinha o produto desenvolvido e o difícil foi chegar a este conceito. Muitas noites sem dormir, mas acho que valeu a pena”, conclui a artesã.

O esforço está traduzido num trabalho cem por cento artesanal, que revela a pureza dos sentimentos e dos momentos aos quais se destinam. Ceú Cunha acabou por revelar que cada caixa, a mais pequena, “demora cerca de um dia a fazer, sem contar com os processos de lavar e corar o tecido, para retirar os químicos”.

Júlia Fernandes, vereadora da cultura, educação e ação social do Município de Vila Verde, lembrou que Céu Cunha “é uma das melhores bordadeiras do concelho e participou na iniciativa Amor Cruzado, bordando o lenço de um dos diretores da Galeria Dama Aflita, Júlio Dolbeth”.

A responsável pelo pelouro da cultura aproveitou a energia do momento para salientar que “Namorar Portugal é uma marca em crescendo e a sua dinâmica tem passado, cada vez mais, para fora”, revelando um episódio: “A Galeria A Arte da Terra, há vários anos organiza uma exposição de Lenços de Namorados, e tem incorporado agora os novos produtos, e eles dizem-me que, lá em Lisboa, se tem percebido esta dinâmica através dos novos produtos lançados e das notícias que chegam através da internet”.

Júlia Fernandes concluiu desejando “o maior sucesso a este produto” e dando “as boas-vindas à teciborda à ‘família’ Namorar Portugal”.

 

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

 

Flávia Peixoto | FPXTCOM
Fevereiro 13, 2015